Mapa Astral - Dia de finados: laços unem ou aprisionam | Meu Astro - O Mapa Astral mais Completo da Internet
Alinhamento EnergéticoAstrologiaEsoterismo

Dia de finados: laços unem ou aprisionam

By 29 de outubro de 2019 No Comments

Anualmente, diversos países celebram os antepassados e falecidos entre os dias 31 de outubro (Halloween – Dia de Todos os Santos) e 2 de novembro, Dia dos Mortos. No Brasil, o Dia de Finados é marcado por um grande movimento nos cemitérios, com homenagens aos parentes e às personalidades famosas.

A igreja católica, por sua vez, celebra o Dia dos Fiéis Defuntos, popular em Portugal,  Espanha, México, Equador, Panamá, Bolívia, Guatemala, El Salvador, além de algumas cidades norte-americanas, entre outros locais.

Já na Argentina, o Día de Los Muertos conta com programação especial de festas e desfiles em locais tradicionais como a Praça de San Telmo, em Buenos Aires. Mas qual será a real importância desses rituais e homenagens para nossas vidas, os vivos?

Astrologia e antepassados

Em Astrologia, quando o assunto é ancestralidade, interpretam-se essas relações a partir da Casa astrológica IV, regida pelo Signo de Câncer/Caranguejo e pela Lua. E também analisando nossos relacionamentos íntimos com os outros (Casa VII), e também com a morte (Casa VIII).

Além das tendências que trazemos como carma/karma, apresentadas pela relação entre Nodo Norte e Nodo Sul, entre outros pontos revelados por uma análise minuciosa do Mapa Astral Natal Meu Astro.

Em resumo: a carta astral natal pode revelar facilidades ou dificuldades familiares, e quão mais rápida for a tomada de consciência a respeito delas, mas fácil será a relação da pessoa com seus entes queridos. E isso se refletirá em mais qualidade de vida.

Cura Interior: uma perspectiva sistêmica

De acordo com uma perspectiva sistêmica – adotada por técnicas terapêuticas como a Cura Interior – Alinhamento Energético À Distância* – é preciso manter e cultivar laços saudáveis com aqueles que são membros de nossa família imediata e/ou distante, estejam vivos ou não. Caso contrário, o preço a ser pago poderá ser alto. Assim, quem não consegue manter-se razoavelmente equilibrado(a) em relação às suas raizes, dificilmente conseguirá manter o equilíbrio nas relações com o mundo ao redor.

Esta época do ano – muito mais importante do que simplesmente render homenagens aos nossos parentes falecidos – nos lembra sobre os verdadeiros laços que nos unem às nossas famílias. Já que o sistema familiar inclui todos os que estão vivos, todos os que já se foram de morte provocada ou natural, aqueles que não conseguiram nascer (abortados) ou permanecer na Terra (natimortos e suicidas). E tudo isso precisa funcionar em perfeito equilíbrio, seguindo uma ordem que está oculta.

Um exercício de “re-conciliação”

Para experimentar um pouco mais de equilíbrio nas relações entre o sistema familiar, a Cura Interior – Alinhamento Energético conta com a ajuda de um guardião chamado Família da Luz, que trabalha para dissolver emaranhados com o passado, reequilibrando a ordem em situações difíceis em relação à nossa ancestralidade.

Sente-se confortavelmente, relaxe, respire profundamente algumas vezes. Esvazie sua mente. Internamente, conecte-se e peça para que o guardião Família da Luz o(a) auxilie a equilibrar suas relações. Imagine-se em frente a uma bola de luz amarela, que alterna para um azul bem forte…

Agora, imagine-se sentado(a) em uma arquibancada, como em um estádio de futebol. Você está exatamente na fileira do meio. Ao seu lado estão companheiros amorosos (atual e ex),  irmãos vivos ou falecidos (se tiver). E  na fileira logo acima, estão seus pais e tios. Depois, imagine todos os que vieram antes (avós, bisavós etc) ocupando as arquibancadas superiores até que você os perca de vista. Essa arquibancada alcança o céu e ultrapassa as nuvens.

Internamente, faça uma profunda reverência a todos esses ancestrais que se dispuseram a se encontrar para que você chegasse à vida. Agradeça internamente e peça para que eles abençoem a sua existência e que lhe permitam viver seu destino único e inédito, com toda a força que a família pode oferecer. Neste momento, vale recitar qualquer palavra, mantra ou oração que você goste.

Depois de um tempo, imagine-se olhando para as fileiras de baixo, que são representadas por todos aqueles que vieram depois de você, como filhos (vivos ou falecidos, inclusive abortados), netos, genros, noras etc. Olhe também para essas pessoas com um profundo carinho, respeitando cada um deles, e dando a cada um o direito de pertencer à família.

Depois, imagine-se olhando para frente, para o futuro. Agradeça à força da vida que vem e chega até você desde o seu mais remoto ancestral e que continua a fluir através de você para as próximas gerações. Permaneça alguns minutos e abra os olhos. Separe algum tempo para sintonizar-se com essa freqüência de luz pedindo para que todo esse equilíbrio chegue a todos os membros de seu sistema familiar.

Caminhando de mãos dadas

Além de uma excelente homenagem ao Dia de Finados, este exercício pode ser realizado em qualquer época do ano, sempre que desejar. Mas lembre-se de prestar atenção a como você se sente ao realizar a prática. Se os seus sentimentos forem confusos, de tristeza, ou se precisar de um apoio extra, conheça o atendimento à distância em Cura Interior – AE, clicando aqui!

*Cura Interior – Alinhamento Energético (AE) é uma técnica de harmonizacão energética utilizada também em países como Inglaterra, Áustria, Alemanha, Espanha, Portugal, entre outros. Une os conceitos da Física Quântica, Xamanismo, Terapia Transpessoal, Espiritualismo, Espiritismo (Kardec), Filosofias Orientais, Constelações Familiares/Sistêmicas, entre outras vertentes filosóficas. 

Deixe um comentário